Registro de Domínio


Registre seu domínio pelo melhor preço

.com
.net
.info
.co
.org
.biz

Lista de Domínios

Faça a transferência do seu domínio para a Simps, de forma rápida e prática. Consulte nossos atendentes.

DOMÍNIOREGISTRO ANUALRENOVAÇÃO REGISTROCUSTO TRANSFERÊNCIAPERÍODO INSCRIÇÃOCARÊNCIADEVOLUÇÃO
.COMR$50,00R$10,00R$10,001-10 anos15 dias30 dias
.ORGR$50,00R$10,00R$10,001-10 anos15 dias90 dias
.BIZR$55,00R$15,00R$15,001-10 anos15 dias90 dias
.NETR$55,00R$55,00R$15,001-10 anos15 dias90 dias

Conheça as vantagens de registrar seu domínio na Simps!

A Simps registra os principais domínios nacionais e internacionais nos órgãos competentes.

RENOVAÇÃO

Com a Simps você não vai esquecer o período correto de renovação do seu domínio. Enviamos e-mail informando sobre o vencimento e realizamos a renovação. Simples assim!

GERENCIAMENTO

Através de um painel de controle fácil de usar você pode gerenciar seus domínios .com, domínios .br, ou a extensão que desejar, com tranquilidade e rapidez. Simps é simples assim!

TRANSFERÊNCIA

Transfira seu domínio e tenha acesso às facilidades que só a Simps oferece. Conte com a fácil renovação e gerenciamento, além do Super Suporte da nossa equipe.

Dúvidas Frequentes

Veja o passo a passo:

  • Registrar o domínio, a Simps registra seu domínio nas principais extensões.
  • Desenvolver o Site, temos equipe especializada em desenvolvimento de sites. Você também pode optar por um CMS, como o WordPress, Magento, Joomla, entre outros.
  • Hospedagem do seu site, permite que os arquivos do seu site fiquem 24 horas na internet. Veja nossos Super Planos de Hospedagem Simps.
  • A Simps é autorizada pelas entidades de registro de domínio. Sendo assim o domínio escolhido sera registrado diretamente com as entidades responsáveis. O registro tem validade de um ano, podendo ser renovada no final do período.
  • Para registrar um domínio é necessário o Cpf ou Cnpj, além de dados pessoais, como endereço completo e outros.
  • Para algumas extensões é necessário apresentar uma serie de documentações. Ou contratar a Simps para prestar consultoria.
  • O mesmo é valido para extensões nacionais e internacionais.
  • Dois caracteres é o minimo e o máximo é vinte e seis caracteres, o que não inclui na contagem as extensões.
  • No geral as empresas que trabalham com registro de domínio grátis trabalham com contratos de permanência ou outras formas de monetizá-los, pois os órgãos de registro de domínios não fornecem serviço gratuito.
  • Na SimpsHost você poderá usar um subdomínio gratuitamente ou seja, seunegocio.simps.com.br.
  • Existe uma dúvida que atormenta todo mundo que decide criar um site pela primeira vez. Afinal, é melhor pagar por um serviço de hospedagem ou usar uma das inúmeras opções gratuitas que existem por aí? A tentação de escolher uma solução que não custa nada é enorme, ainda mais para quem está começando. Como é comum em tecnologia, a pergunta não traz uma resposta fácil ou pronta. A solução desse enigma depende do tipo de página que você deseja criar e do que você pretende com ela.Os serviços gratuitos estão sujeitos a maior instabilidade. Um dos principais era o Geocities, que ficou famoso no início da internet. Chegou a abrigar 38 milhões de páginas e tornou-se uma referência na web mundial. Em 1999, foi adquirido pelo Yahoo!. Com o passar do tempo, a empresa deixou de considerá-lo lucrativo e decidiu fechá-lo (o serviço só continuou no Japão). Quem tinha uma página por lá ficou sem nada, de uma hora para outra.Já os provedores pagos têm uma probabilidade muito menor de sair do ar repentinamente. Mas esse é só um dos itens que precisam ser levados em consideração. Separamos algumas dicas que podem facilitar muito na dura tarefa de escolher entre os dois tipos de hospedagem de sites.1 – Com ou sem estabilidade O que você quer com o seu site? Responder a essa pergunta é fundamental para definir o serviço que atenderá às suas necessidades. Se a ideia for desenvolver uma página profissional, a hospedagem paga funciona melhor. Isso porque há um contrato em que a empresa se compromete a manter o site no ar. Se a sua ideia for criar apenas um blog pessoal, um serviço gratuito dá conta do recado. Se a ideia é hospedar a página do seu negócio, melhor pensar duas vezes.2 – Anúncios forçados? Uma das desvantagens da hospedagem gratuita está na publicidade forçada. Como você não paga pelo serviço, sua página pode terminar inundada de anúncios (muitos deles não têm nada a ver com o conteúdo). Na hospedagem paga, você escolhe se quer exibir publicidade.3 – Espaço mais amplo ou nãoNos serviços de hospedagem paga, o espaço para o site é bem maior que o das opções gratuitas. Uma loja virtual, por exemplo, precisa de um armazenamento razoável para exibir várias fotos de produtos, muitos vídeos e descrições detalhadas. Nos serviços gratuitos, as páginas precisam ser mais simples, com mais texto e poucas fotos.4 – Porta na cara Os serviços pagos preocupam-se com o número de pessoas que vão acessar a sua página. Têm, inclusive, mecanismos para suportar um tráfego maior repentinamente. Nas alternativas gratuitas, há um limite mensal de visitantes. Quem o ultrapassa pode ter a página fora do ar até o mês terminar.

    5 – Com ou sem extras 

    Quem paga por hospedagem tem direito a uma série de ferramentas extras, como backup regular dos arquivos. Pode-se ter direito a um domínio, como o seusite.com.br. Os sites gratuitos, em geral, estão atrelados ao nome do provedor. Se você hospedar seu site gratuitamente no WordPress, por exemplo, o endereço vai ser seusite.wordpress.com. Pega mal com os clientes.

     

    Se optar por uma hospedagem paga, certifique-se de escolher um provedor confiável, com boa reputação e serviços abrangentes, como  Simps.

Sabia que a escolha de um bom domínio demanda uma definição prévia de objetivos, análise junto aos sites de busca (google) e a disponibilidade da marca?

Ao longo dos meus anos de atuação em agências de internet, eu sempre recebi questionamentos e ajudei parceiros e potenciais clientes na escolha de bons domínios.

Nada mais justo do que dividir algumas sugestões certo?

1 – Evite violações de marca. Pesquise no INPI antes de fazer o registro!

Aqui no brasil, o INPI (Instituto Nacional de Propriedade Industrial) regulamenta o registro de marcas. Antes de fazer o registro de um determinado domínio no Registro.br, consulte a sua disponibilidade no INPI. Seria desastroso você registrar um domínio visando uma marca sem poder usá-la futuramente, certo? Imagina se ainda precisasse pagar royalties por isso…

2 – Use os dados corretos para fazer registro do domínio

Esse é um erro extremamente comum e problemático!  Na maioria dos casos, as empresas delegam à agência web a função de registrar o domínio junto aos órgãos competentes. Seja este nacional ou internacional, os dados dos seus verdadeiros donos devem ser usados como o CNPJ, CPF e email principalmente.

3 – Escolha domínios que estejam disponíveis no Brasil

O brasileiro, por padrão, digita os e-mails usando o sufixo “com.br”. Mesmo que você tenha outras versões de domínio como o “.com” ou “.net” certamente você encontrará problemas. Se levarmos em consideração a digitação dos domínios em navegadores ou a pesquisas em sites de busca, esse problema se acentuará ainda mais. Leve em conta que o uso de outras categorias de domínio aqui no Brasil deve ser usado como proteção de marca.

4 – Use as palavras chave do seu negócio no seu domínio

Descubra quais são as palavras mais usadas pelos internautas para o seu negócio.  Use a ferramenta de palavras chave do google para receber insights. Além de aumentar o poder de intuição, domínios que contém as palavras chave digitadas pelos internautas são beneficiados pelos sites de busca com melhores posições.

5 – Satisfaça as expectativas do internauta

Domínios intuitivos são os melhores. Se o conteúdo do seu site possuir relação com o tema do domínio, a chance de você causar uma boa impressão para os internautas novos é muito grande.

6 – Possua um domínio exclusivo

É um desastre deixar que um domínio seja confundido com um site popular. Nunca escolha uma versão no plural ou com hífen achando que fez uma boa opção. Isso é um erro pois você estará gerando acessos para outra empresa.

7 – Escolha um domínio de fácil digitação

Um domínio “esquisito” gera muitas dificuldades para qualquer internauta na hora de escrevê-lo. Escolha os que não demandam atenção na hora de digitá-lo devido há uma grafia incomum, uso de palavras ou sons impossíveis de serem identificados claramente.

8 – Se possível, opte por um domínio curto

Pode parecer óbvio mas um domínio curto gera maior memorização e torna-se mais fácil de ser digitado. Sem falar que as URLs mais curtas obtém mais cliques nos sites de busca e são melhor inseridas em cartões de visita e usadas na mídia off-line.

9 – Não use números nos domínios

Evite usar números pois os internautas sempre ficam na dúvida sobre a forma de digitação: o número deve ser escrito por extenso ou de forma numérica?

10 – Escolha um domínio de fácil memorização

Imagine a hipótese de o seu domínio não ser lembrado na hora de alguma indicação ou pesquisa num site de busca. Seria uma situação horrível essa, não?
Share on Facebook Share
Share on TwitterTweet
Share on Pinterest Share
Share on LinkedIn Share
Print Print
SiteLock